17.10.07

Boldy going where Amália hasn't gone before?...

5 comentários:

ópioniãodor disse...

Bah ódeio mariza, sério, não gosto mesmo, para mim é mais uma daquelas cenas que só ajudam a provocar mais ódio ainda, tendo em conta, que nada do que se vê, é feito com o coração.... é mais uma trampa, para encher os olhos das pessoas, com ilusões que não existem....

a Amália SIM, era diferente, bebia era certo, mas tinha alma e coração, tinha o espírito navegante e a saudade dos tempos dos descobrimentos....

Ok, foi aos EUA e depois? o apresentador, até gozou da palhaçada do fado que é....

Portugal é uma ***** MESMO meu amigo!!!

Bendito, o Dalai Lama que anda pelo Mundo, a despertar as mentes para a Paz, aquilo que aparentemente se mostra como lindo e fado, é o lado negro do todo, que anda pelo mundo.... the story goes on and on....

Grande Abraço!!!

Rui disse...

Isto é bonito de se ver!
Thanks.

Anónimo disse...

http://www.correiodamanha.pt/noticia.asp?id=262001&idselect=185&idCanal=185&p=200

joanneb disse...

Mariza e Amália não são passíveis de serem comparadas. Não direi que uma é melhor e que outra é pior. São diferentes. E é na diferença que está a qualidade de cada uma. Estão inseridas em tempos diferentes, são ouvidas por públicos diferentes e, efectivamente, são muito diferentes. Onde está a semelhança? Talvez no estilo musical e mesmo assim tenho algumas dúvidas porque ambas sentem e interpretam o fado à sua maneira. Por essa razão, as suas rotas mundiais divergem. Porque o tempo de hoje não é o mesmo que o de há 20/30anos. Porque o público de hoje também já não é o mesmo. Porque hoje vê-se muito mais gente nova a apreciar e até a cantar o fado. Porque, embora ninguém se esqueça de Amália e da sua importância na música e na cultura portuguesas, é necessário dar voz a outros nomes, porque uma cultura não vive só do passado. Vive do passado para construir o presente e melhorar o futuro. Amália será sempre a referência mas a história do fado continua...

sofia disse...

...ha umas semanas, num domingo a tarde, estava eu a passear no Central Park e vejo a Mariza a dar entrevistas. Ainda hoje num elevador, quando me perguntaram de onde era e eu disse Portugal, saltou logo o nome da Mariza..