11.6.07


«Pawn» Blunder 2006 (Cd)

Há cada vez mais bons discos a passar ao lado, vá-se lá saber porquê. E também porque se não for um disco de tubarõezinhos com as telefónicas atrás ou é uma alarviada qualquer de novela ou uma coisa bem obscura que se esvai com o decorrer da Estação. Tal como o que nas sociedades neo-liberais acontece em relação ao esvaziamento da classe social média, em detrimento das classes baixas e altas, também na cultura isso se está a fazer sentir. Daí que discos como «Pawn», dos Blunder, tenham passado despercebidos em 2006. Discos que são belos discos no espectro do melhor que se faz mundialmente no rock e no pop - não confundir com hip-pop, que vai de gwen stef. a britneys e mikas e afins! - e que não tem espaço público de apresentação neste país. Resta aos músicos desta onda fazer o mesmo que os Blunder fazem: seguir o seu caminho, mais independente que os ditos independentes, não cedendo a imposições de mercado. E ainda bem que há alternativas aos neo-kuduros de shopping ou rebeldes sem causa do hip-hop. Há que agradecer o prazer que se tem a ouvir este «Pawn» aos devidos autores, uma banda que apareceu e soube crescer naturalmente, sem targets ou 10 mandamentos de marketing por cumprir. The story not meant to be? www.myspace.com/blunder ****

3 comentários:

dance too night disse...

...or dance in Lisbon Marchas, "The day before"!

É incrível, como em 2007, Paul Mccartney consegue surpreender o mundo, com uma música esplêndida como esta, um hino aos anos 80, à amizade, ao amor, aos bons valores, à alegria, à inocência perdida, às emoções interiores, ao bem estar de espírito, aos bons velhos tempos, que cresci a ouvir!!!

Eu fiquei parvo, quando ouvi e vi, esta música pela 1ªvez, automáticamente é uma estalada indirecta aos tubarõezinhos ou aos dentuças, deste mundo, que vivem da venda de produtos musicais ou lixo poluíco-sonórico-do-mal-histerismos-gritos-darkwords-novasseitas- "usa e deita fora", da rapidez da consequência ou efeito, numa causa que não é nobre, pois não se equivale a nenhum padrão de boa conduta moral e universal, da paz, do amor e da felicidade!!!

The story was meant to be and will have a meaning in a near future...

Paul Mccartney, surpreende pela diferença, pela simplicidade da sua pessoa em si, enquanto ser humano, pelo exemplo que dá a todos os artistas musicais, deste mundo, pela tentativa inequívoca de voltar a sonhar e a querer viver, das boas origens de estados sensoriais positivos ou sintonias de amor, que mimam os sentidos e na envolvência da melodia, fazem-nos voar para outros mundos!!!

Por mim, este disco não passa de certeza absoluta ao lado, de nada, é + 1 daqueles especiais, a juntar à colecção de memórias, que me fazem sonhar e viajar a outros lugares, o futuro é feito do passado!!!

A propósito, não ouvi o disco do Mika, porque meti-o numa Mica e concluí que o Mika é GAY!!!

"Still Breathing" dos DD, enuncia que "...you know the words still sting
so much harder than the blows ever did..." e é verdade!!!

As pessoas falam demais, prometem demais, dizem que fazem demais, que são isto e aquilo, acontece que a maior parte das palavras que a maior parte do mundo profere, ofendem directamente uma borboleta numa galáxia distante, do outro lado do universo... agora, o que não devem provocar, ao serem enunciadas de mal Maior, na Mãe Terra???

É verdade, os tempos estão próximos, pode não haver um fim sim, mas o Homem vai acordar!!!
E não vale a pena, programinhos estúpidos e ridículos, de SOS TERRA, a pedir para as pessoas não poluirem com CO2 ou energia dispêndida amais, quando o esforço maior deve ser global, a nível de uma mudança de poluição em massa das empresas mundiais, dos carros e do tudo mais!!!

Jamais irei esquecer, uma música de Paul Mccartney, que me ficou no coração, desde os anos 80, ela é "No more lonely nights", a única que me fez chorar, era eu criança, por saudades de tempos dourados, que vivi neste mundo, a tempo de amar o tempo que parava o Céu e as estrelas!!!

Só os espíritos, de "Dance Tonight" me fazem rir e apaixonei-me pela rapariga, com uma viola nas costas!!!

Encantadora!!!

O que será que acontece, do outro lado da caixa do Cavaquinho???


Haja o que Houver...

AQUELE ABRAÇO, AMIGO!

ood ood disse...

ahahahahahhahahahahahaahhahahahahahahahahahahaha pois pois quem pensas que enganas?

eu vi-te na tv a dançar na marcha do be ato e estavas disfarçado sem ser anónimo, depois vens dizer que foi ao contrário na marcha do be ota..
és um punkgay com a mania do sambinha brasileiro na av da liberdade e o teu amiguinho punkinho pretinho foi mamar sardinhas para Al fama, sangria no Castelo e febras na Moura ria..

bah paciência para postes de 1 km!

7r3vkshoow disse...

Do you asked for a blue punk dentucas?

Or a black wizard?


LÖÖL YOU GOT IT